Competências:

  • I - representar o Município em juízo ou fora dele;
  • II - nomear e exonerar os Secretários Municipais, os diretores de autarquias, de departamento, além de titulares de instituições de que participa o Município, na forma da Lei;
  • III - iniciar processo legislativo na forma e nos casos previstos em Lei;
  • IV - sancionar, promulgar e fazer publicar leis, bem como, expedir decretos e regulamentos para a sua fiel execução;
  • V - vetar projetos de lei, total ou parcialmente;
  • VI - dispor sobre a organização e o funcionamento da Administração Municipal, na forma da Lei;
  • VII - declarar de utilidade ou necessidade pública, ou o interesse social, de bens para fins de desapropriação ou serviços Administrativos;
  • VIII - expedir atos próprios de seus serviços administrativos;
  • IX - contratar a prestação de serviços e obras, observado o processo licitatório;
  • X - planejar e promover a execução dos serviços públicos municipais;
  • XI - prover os cargos públicos e expedir os demais atos referentes à situação funcional dos servidores;
  • XII - enviar ao Poder Legislativo o Plano Plurianual, o projeto de Lei das Diretrizes Orçamentárias e as propostas de orçamento previstas nesta lei;
  • XIII - prestar, anualmente, ao Poder Legislativo, dentro de sessenta dias, após a abertura do ano Legislativo, as contas referentes ao exercício anterior e remetê-las, em igual prazo, ao Tribunal de Contas do Estado;
  • XIV - prestar à Câmara Municipal, dentro de quinze dias, as informações solicitadas, sobre fatos relacionados ao Poder Executivo e sobre matéria legislativa em tramitação na Câmara, ou sujeita à fiscalização do Poder Legislativo;
  • XV - colocar à disposição da Câmara Municipal, dentro de quinze dias de sua requisição, as quantias que devam ser despendidas de uma só vez, até o dia vinte de cada mês, a parcela correspondente ao duodécimo de sua Dotação Orçamentária;
  • XVI - resolver sobre requerimentos, reclamações ou representações que lhe forem dirigidas em matéria de competência do Executivo Municipal;
  • XVII - oficializar, obedecidas as normas urbanísticas aplicáveis, as vias e logradouros públicos;
  • XVIII - aprovar projetos de edificações e planos de loteamento, arruamento e zoneamento urbano ou para fins urbanos ;
  • XIX - solicitar o auxílio da Polícia do Estado, para a garantia de cumprimento de seus atos;
  • XX - revogar atos administrativos por razões de interesse público e anulá-los por vício de legalidade, observado o devido processo legal;
  • XXI - administrar os bens e as rendas municipais, promover o lançamento, a fiscalização e a arrecadação de tributos;
  • XXII - providenciar sobre o ensino público;
  • XXIII - propor ao Poder Legislativo o arrendamento, o aforamento ou a alienação de bens imóveis municipais, bem como, a aquisição de outros;
  • XXIV - propor a divisão administrativa do Município de acordo com a Lei;
  • XXV – decretar Estado de Emergência ou Estado de Calamidade Pública;

Responsáveis

Fábio Mayer Barasuol

Prefeito

Maria Inês Dalla Costa

Vice-prefeita

Endereço

  Av. Cinco Irmãos, 1130  Bairro: Centro
    Boa Vista do Cadeado/RS

Notícias Relacionadas a este Departamento

19/05/2018

Boa Vista do Cadeado participa de Seminário Regional de Educação Fiscal e Nota Fiscal Gaúcha

Evento aconteceu na Cidade de Santa Bárbara do Sul


10 mai 2018

DIA DO DESAFIO 2018

MUNICÍPIO ENFRENTARÁ A CIDADE GAUCHA DE VILA LÂNGARO


09 mai 2018

PREFEITURA ENTREGA PREMIAÇÃO DO PLATAFORMA NOTA FISCAL GAUCHA

PREMIAÇÃO FOI REFERENTE AO MÊS DE ABRIL


02 mai 2018

PREFEITO FABIO RECEBE VISITA DO GERENTE GERAL DO BANRISUL

NA PAUTA ATENDIMENTO E O ESTABELECIMENTO DE NOVAS PARCERIAS


01 mai 2018

DESCONTO DE 10% NO IPTU TERMINA DIA 10

O IPTU É UMA DAS PRINCIPAIS FONTES DE ARRECADAÇÃO MUNICIPAL


Todas as notícias